Professores passam por capacitação em novas metodologias da Educação

A Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC) realizou nos dias 23 e 24 de novembro, um curso de capacitação para coordenadores e professores das Unidades Petrolina e Juazeiro, com o objetivo de modernizar os formatos de ensino-aprendizagem ofertados aos alunos dos dez cursos de graduação da Faculdade na região. A ação visa ainda qualificar o corpo docente para uma melhor preparação dos futuros profissionais para o mercado de trabalho. O curso contou com dois módulos, Currículo por Competências e Metodologias Ativas, oportunidade na qual os professores puderam ter acesso às novas formas de educar.

“Essas novas metodologias capacitam os alunos para a realidade do mercado de trabalho local e fora da região”, explica a professora Dra. Letícia Suñe, que ministrou o primeiro módulo. “O Currículo por Competências prepara o aluno para atuar de forma eficaz. Não queremos um aluno que decora os assuntos para a prova, queremos que ele seja defrontado com a realidade e saiba resolver os problemas. A formação por competências faz com que o aluno esteja profissionalmente maduro ao sair da faculdade”, completa.

Já o professor Dr. Paulo Jardel afirma que as metodologias ativas são formatos que fogem do tradicional modelo de ensino ofertado atualmente. “Uma das coisas mais importantes desse formato é que o aluno aprende fazendo e, claro, aplicando à sua realidade local. Mas, independente do aluno estar aqui ou no Canadá, ele estará preparado para as duas realidades”, diz.

Prática em Cabloco

Em aula de campo ocorrida no final de semana, o professor Cosme Cavalcanti, já fez uso das novas técnicas de ensino que aprendeu durante a capacitação, ao levar os alunos para conhecerem a riqueza histórica, cultural e arquitetônica do distrito de Cabloco, localizado no município de Afrânio.

“Esse novo método de ensino é de alto valor para os estudantes das Unidades de Juazeiro e Petrolina. Durante os dois dias, os alunos desenvolveram novas formas de aprendizagem e dentro desse conceito de ensino digitalizado, em que ferramentas como smartphones e tablets funcionam como instrumentos de aprendizagem”, conta. Para o professor Cosme, a visita a Cabloco foi útil para fazer com que os alunos tenham acesso à realidade local.

Fonte: Clique aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *