CRMV RJ – I Seminário Estadual de Educação em Medicina Veterinária

Fique de olho :

A ICON Educacional participará I Seminário Estadual de Educação em Medicina Veterinária, através do Palestrante pós doutor em Educação por competências, Prof. Dr. Jardel Araujo.
No dia 25 de novembro às 09:00h este promoverá uma discussão colaborativa no Conselho de Medicina Veterinária do RJ, frente ao tema: Educação para Construção de Competências: do Currículo à Avaliação.

Para mais detalhes

Coordenadores e Núcleos Docentes participam de capacitação em Metodologias Ativas

Na busca constante para aprimorar sua prática didática, a Faculdade Sete de Setembro promoveu durante os dias 23 e 24/03 um curso de capacitação em Metodologias Ativas e Educação por Competências com o facilitador Jardel Araújo, pós-doutor em Currículo por Competências pela Universidad de La Habana (Cuba).

“Metodologias Ativas são basicamente o que os alunos gostam de fazer: é o aprender fazendo. O primeiro elemento dessa prática são as atividades dinâmicas. Com discussões em sala promoverão o envolvimento e o aprendizado de todos”, explica Jardel.

Por meio de encontros como esse, a faculdade espera capacitar os docentes com o intuito de aprimorar e melhorar as metodologias dos cursos. Uma das novidades é a aplicação de metodologias ativas na prática das aulas, uma mudança que ocorrerá gradualmente e será percebida por todos os estudantes.

Jacques Fernandes, coordenador do curso de Administração, participante do curso destacou a importância da atividade. “O encontro nos trouxe um novo olhar sobre as metodologias ativas que proporcionam novos caminhos de aprendizagem”, destacou.

Participaram coordenadores dos 9 cursos da instituição, membros dos Núcleos Docentes Estruturantes de cada curso e o diretor acadêmico, Jacson Oliveira.

Fonte: Clique aqui

Jornada Pedagógica da FTC discute processo de aprendizagem e avaliação

O ano de 2018 será de muitos desafios. Por conta disso, professores e coordenadores da FTC Feira de Santana intensificaram as discussões visando o planejamento das atividades letivas, com base na proposta de Currículo por Competências e Metodologias Ativas. Durante seis dias, eles estiveram reunidos com especialistas nessas áreas, em palestras, oficinas e relatos de experiências.

A Jornada Pedagógica, que começou no dia 24 e terminou quarta (31), com uma extensa programação nos três turnos, trouxe à tona temas e projetos de metodologias, com foco na Construção de Avaliação por Competências. Uma espécie de preparação do caminho a ser percorrido pelos estudantes e professores ao longo do semestre.

Dentre os momentos mais marcantes do evento, na avaliação dos participantes, a apresentação das Boas Práticas do Projeto Integrador pelos professores foi apontada como o resultado do trabalho que já vem sendo desenvolvido há três anos pela Instituição. Alguns estudantes também deram depoimentos sobre o alcance dos projetos, dos pontos de vista educacional e social.

“Os projetos apresentados foram para a capacitação dos docentes e elaboração de metodologias de trabalho atrativas. Isto tem sido de um grande aproveitamento para nós que colocamos em prática durante os semestres letivos”, atestou Alano Durães, professor dos cursos de Biomedicina e Enfermagem. Já a professora Hayana Leal, coordenadora do curso de Enfermagem, destacou a oficina sobre Eixo Transversal.

Para Hayana, a Jornada Pedagógica tem sempre uma contribuição e faz com que os docentes adquiram mais ferramentas e estratégias para levar à sala de aula. “As técnicas que conhecemos amplia nossa criatividade e nos convoca a planejar aulas mais atrativas, produtivas e, consequentemente, mais efetivas no desenvolvimento das competências para formar um profissional mais preparado”, completou a professora Jucicleide Nascimento, coordenadora do curso de Administração.

Sair do tradicional, integrar a partir de novos olhares, buscar novos caminhos, planejar. Estes foram os principais ensinamentos da jornada, “um período muito instrutivo e interessante para aprender novas práticas que certamente vão contribuir para a didática de toda a instituição”, conforme avaliou o professor Vinícius Mendes, do curso de Biomedicina.

Os participantes mereceram os aplausos da diretora adjunta da FTC Feira de Santana, professora Marcly Amorim Pizzani, “pelo comprometimento e empenho em colocar em prática os propósitos institucionais”, aspecto que também foi destacado pela assessora pedagógica e coordenadora, Celi Mendes Rios. “Os coordenadores e professores entenderam a proposta, se envolveram e, pelo terceiro ano consecutivo, tiveram participação efetiva em toda programação”, atestou.

Para os palestrantes, a experiência foi igualmente positiva. A pedagoga Daniela Reis, que é mestra e doutora em Educação, ressaltou a disposição do grupo para investir em mudanças, especialmente no que diz respeito à avaliação. “É um ponto complexo e é preciso garantir a relação entre competências, estratégias de ensino e modos corretos para avaliar, de acordo com as necessidades”, enfatizou.

O alto nível dos palestrantes também foi ressaltado pelos participantes da Jornada Pedagógica, cuja programação foi aberta pelos professores Roberto de Armas Urquiza, cubano e doutor em Educação, e Letícia Suñé, também doutora e integrante do Núcleo de Qualidade Acadêmica da Rede FTC. Entre os palestrantes, destaque ainda para o professor doutor Paulo Jardel Leite Araújo, que ministrou uma oficina sobre o uso de ferramentas para a aprendizagem baseada em projetos, a exemplo dos aplicativos Scrumme e Trello.

Fonte: Clique aqui

Professores passam por capacitação em novas metodologias da Educação

A Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC) realizou nos dias 23 e 24 de novembro, um curso de capacitação para coordenadores e professores das Unidades Petrolina e Juazeiro, com o objetivo de modernizar os formatos de ensino-aprendizagem ofertados aos alunos dos dez cursos de graduação da Faculdade na região. A ação visa ainda qualificar o corpo docente para uma melhor preparação dos futuros profissionais para o mercado de trabalho. O curso contou com dois módulos, Currículo por Competências e Metodologias Ativas, oportunidade na qual os professores puderam ter acesso às novas formas de educar.

“Essas novas metodologias capacitam os alunos para a realidade do mercado de trabalho local e fora da região”, explica a professora Dra. Letícia Suñe, que ministrou o primeiro módulo. “O Currículo por Competências prepara o aluno para atuar de forma eficaz. Não queremos um aluno que decora os assuntos para a prova, queremos que ele seja defrontado com a realidade e saiba resolver os problemas. A formação por competências faz com que o aluno esteja profissionalmente maduro ao sair da faculdade”, completa.

Já o professor Dr. Paulo Jardel afirma que as metodologias ativas são formatos que fogem do tradicional modelo de ensino ofertado atualmente. “Uma das coisas mais importantes desse formato é que o aluno aprende fazendo e, claro, aplicando à sua realidade local. Mas, independente do aluno estar aqui ou no Canadá, ele estará preparado para as duas realidades”, diz.

Prática em Cabloco

Em aula de campo ocorrida no final de semana, o professor Cosme Cavalcanti, já fez uso das novas técnicas de ensino que aprendeu durante a capacitação, ao levar os alunos para conhecerem a riqueza histórica, cultural e arquitetônica do distrito de Cabloco, localizado no município de Afrânio.

“Esse novo método de ensino é de alto valor para os estudantes das Unidades de Juazeiro e Petrolina. Durante os dois dias, os alunos desenvolveram novas formas de aprendizagem e dentro desse conceito de ensino digitalizado, em que ferramentas como smartphones e tablets funcionam como instrumentos de aprendizagem”, conta. Para o professor Cosme, a visita a Cabloco foi útil para fazer com que os alunos tenham acesso à realidade local.

Fonte: Clique aqui

Capacitação constante de professores garante qualidade no Ensino Superior da FTC

Professores dos diversos cursos da FTC Jequié participaram da Mobilização Pedagógica 2017, um evento de intenso aprendizado com palestras, dinâmicas e oficinas. É o momento em que o profissional da educação assume a posição de aprendiz na busca pelo aperfeiçoamento de suas técnicas de ensino para aplica-las na formação e profissionalização de seus alunos. Uma dessas atividades, a Oficina Metodologias Ativas, demonstrou de forma dinâmica e participativa métodos com a finalidade de incentivar e melhorar a qualidade das aulas. “Em atividades como esta, sempre é ressaltada a necessidade de os docentes produzirem conteúdos que facilitem o processo de aquisição de conhecimento por parte dos estudantes”, reforça o Dr. Paulo Jardel, capacitador da oficina. A professora Dra. Letícia Suñé, destaca a importância da FTC Jequié ter criado, há dois anos, o Núcleo de Qualidade Acadêmica – NQA. O objetivo do Núcleo, segundo a professora, é preparar os discentes para uma sociedade cada vez mais competitiva. “O Núcleo atua junto às unidades com a finalidade de melhorar a qualidade do processo ensino – aprendizagem, fazendo com que a FTC forme cidadãos motivados, com metodologias estruturadas e com o pleno domínio da profissão”, explica.

Fonte: Clique aqui

Unit AL sedia Projeto Integração Tiradentes de Educação por Competências

O Centro Universitário Tiradentes – Unit – sediou nos dias 29 e 30 de abril o Projeto Integração Tiradentes de Educação por Competências. O evento aconteceu no anfiteatro, do campus Amélia Maria Uchôa e reuniu coordenadores e gestores de todo o Grupo Tiradentes.

Dentre as ações desenvolvidas na Proposta de Educação por Competências, o principal agente mobilizador para o desenvolvimento destas competências são as diferentes formas de integração. Esta ocorre também em diferentes níveis, entre os estudantes, entre as disciplinas, entre os docentes e consequentemente entre os gestores dos cursos que adotam esta metodologia.  A importância de integrar e compartilhar as experiências dos coordenadores de uma mesma área de conhecimento entre as três Instituições de Ensino Superior – IES que compõem o Grupo Tiradentes vem como papel decisivo para um bom planejamento de gestão da implantação do projeto em seus respectivos cursos.

O evento promove além desta troca de experiências, reflexão sobre a mudança de postura em sala dos docentes e no próprio processo de avaliação das competências.

Este ano o Projeto Integração Tiradentes trouxe um momento de socialização dos saberes, confraternização e um panorama do andamento da gestão do projeto Educação por Competências no Grupo Tiradentes.

A organização ficou a cargo do Reitor da Unit Prof. Dario Arcanjo, da Diretoria Acadêmica Prof. Cristiano Vieira Montenegro, da Gerência de Inovação Acadêmica do Grupo Tiradentes Prof. Paulo Jardel Araujo e das Assessoras Pedagógicas Roseany Almeida e Thais Queiroz, Prof. Fabiano Duarte, Profª. Fábia Verônica, Profª. Ucineide Rodrigues, Prof. Kleber Andrade e Profa. Vanessa Guedes.

Programação

TARDE – 29/04/2016

  • Boas Vindas

13:45h – Prof. Cristiano – Profa. Arleide – Prof. Evandro

(Diretorias Acadêmicas)

Prof. Paulo Jardel (Gerência de Inovação Acadêmica)

  • Panorama Educação por Competências 2013 a 2015

14:00h – Prof. Paulo Jardel

  • Boas Práticas de Gestão – Ano 2015

14:30h – Coordenações de Engenharia Sergipe

15:30h – Coordenações de Negócios Pernambuco

16:30h – Coordenações de Engenharia Alagoas

17:30h – Coordenações de Negócios Sergipe

  • 18:30h – Jantar
  • Boas Práticas de Gestão – Ano 2015

19:15h – Coordenações de  Negócios Alagoas

20:15h – Coordenações de Engenharia Pernambuco

21:00h – Encerramento do dia

 

Fonte: Clique aqui

Pós-doutor em Currículo por Competências palestra na Unit

Nesta quinta-feira, 31, o Centro Universitário Tiradentes – Unit através da coordenação de graduação realiza mais uma oficina de metodologias ativas. O facilitador será o Prof. Dr. Paulo Jardel Leite Araújo que é Pós-doutor em Currículo por Competências pela Universidad de La Habana. O evento acontece no bloco A, sala 18 a partir das 8hs.

O facilitador é Pós-doutor em Currículo por Competências pela Universidad de La Habana (2013-2014). Doutor em Engenharia Química com ênfase em processos de separação por membranas na síntese do Biodiesel, pela Universidade Estadual de Campinas (07/2007 – 07/2011). Possui mestrado em Engenharia Química pela Universidade Estadual de Campinas (2007) na área de Sistemas de Processos Químicos e Informática. Possui graduação em Engenharia Química pela Universidade Federal de Sergipe (2005) e formação técnica em Química pela Escola Técnica Federal de Sergipe. Atua hoje como Professor Titular da Universidade Tiradentes (Aracaju). Pesquisador Visitante do Instituto Tecnológico de Pesquisa (Sergipe). Coordenador de Inovação Acadêmica do Grupo Tiradentes. Gerente do Projeto Integrado de Formação por Competências.

O currículo por competências é o meio pelo qual a pedagogia das competências se institucionaliza nas instituições de ensino, com o objetivo de promover o encontro entre formação e emprego. O fundamento do ‘currículo por competências’ é a redefinição do sentido dos conteúdos de ensino, de modo a atribuir sentido prático aos saberes escolares, abandonando a preeminência dos saberes disciplinares para se centrar em competências supostamente verificáveis em situações e tarefas específicas.

Fonte: Clique aqui

Gamification – A teoria dos jogos na qualificação docente

O Programa de Formação Continuada, do Grupo Tiradentes, é uma plataforma de aperfeiçoamento permanente, voltada a integrar o corpo docente das instituições às demandas mais recentes de ensino e aprendizagem, atrelado a atualização de currículo e competências.
Para isso, a iniciativa frequentemente realizada treinamentos, como o que ocorreu na última sexta (11), na Unidade Castro Leão, da Facipe, reunindo coordenadores e professores em torno de um único tema: Gamification.
Quem apresentou o tema foi o gerente do Projeto Formação por Competências, professor Dr. Jardel Leite Araújo, que detalhou a nova metodologia. “A Gamification utiliza a dinâmica dos jogos, cujo objetivo primordial é a possibilidade de conseguir pontos. Contudo, neste caso, a motivação do aluno será o principal ingrediente, numa estrutura que comporte regras e definições de competitividade entre equipes”, explicou o também Coordenador de Inovação Acadêmica, do Grupo Tiradentes.
De forma prática, seria como se o aluno tivesse que estudar sobre a Guerrilha do Araguaia, e pudesse escolher a maneira mais interessante, através de textos e ilustrações dos livros de história ou colocando-se no lugar de um guerrilheiro no meio da mata e explorando uma região em um jogo que simule cada passo dos combatentes.

Provavelmente a segunda opção seria a mais escolhida, por deixar a lição mais atrativa e eficiente para o processo de ensino-aprendizagem. “A Gamification faz o aluno participar de etapas que vão evoluindo, e com o passar do tempo, ele estará aprendendo e se divertindo, e no caso de disputas entre equipes, haverá uma sadia competição onde no final todos ganharão,” complementou o prof. Jardel Leite Araújo.
O recurso do Gamification faz parte do Currículo por Competências, onde a aplicação de diferentes metodologias dentro de sala de aula é direcionada a definição de objetivos e competências.
“Atualmente estamos na fase da Educação por Competência, pegando cada componente curricular fazendo com que o profissional mude sua dinâmica e visão, desenvolvendo mecanismos diferentes para a aprendizagem do aluno, com o objetivo de uma formação mais completa, dinâmica e abrangente”, finalizou o prof. Jardel Leite Araújo.
Currículo por Competências – A ideia do Currículo por Competências surgiu a partir da Declaração de Bolonha, assinada em 1999, pelos Ministros da Educação de 29 países europeus. O documento desencadeou o Processo de Bolonha, cujo objetivo era promover a comparabilidade, transparência e legibilidade dos sistemas europeus de ensino superior.

A partir dele, a IES da Europa tinham que reorganizar os graus e diplomas, para implementar instrumentos que promovessem a mobilidade e empregabilidade, bem como, o desenvolvimento de mecanismos que garantisse a qualidade e acreditação dos cursos.
Em resumo, o Currículo por Competência é uma metodologia de ensino sistematizada e planejada a partir das competências a serem desenvolvidas nos alunos por meio de uma proposta curricular alinhada com o mercado de trabalho.
Na América Latina, o professor da Universidade de Havana, o cubano Roberto de Armas é uma das sumidades quando se fala no assunto, tendo realizado palestras na última Jornada de Mobilização Pedagógica, da Facipe, realizada no final de janeiro de 2015.
Roberto de Armas é membro do Comitê Acadêmico do Mestrado em Psicopedagogia e presidente do Comitê Técnico Avaliador de carreiras universitárias, lecionando há mais de 40 anos, e atuando como professor convidado de mais de 30 instituições educacionais na América e Europa.

Fonte: Clique aqui